Previsões Astrais para 2015, parte II

by | Dez 17, 2015 | Astrologia

Como dar forma e estrutura aos nossos Sonhos e ao Amor?

Depois de vos ter falado na Parte I sobre a necessidade de nos individualizarmos e libertarmos de tudo o que não é essencial, convido-vos agora a tomar consciência do que nos pedem Saturno e Neptuno para este ano, e não só…

Já antes do final deste ano e “coincidentemente” no dia 24 de Dezembro, Saturno nos dará as boas festas ao entrar na energia de Sagitário. Permanecerá até 20 de Dezembro de 2017, fazendo um intervalo no verão para retornar a Escorpião. Aí vai-nos relembrar de não deixarmos para trás nada que tenha que ser largado, desapegado e transformado.


Sendo Saturno o planeta regente de Capricórnio e Senhor da vibração de responsabilidade, estrutura, autoridade, mas também seriedade e consciência; através de Sagitário – signo que rege o estrangeiro, as leis, o ensino superior, as filosofias e a fé; vai-nos convidar a ganharmos uma maior:

– Estrutura e solidez na nossa filosofia de vida, ajudando-nos a perceber qual realmente é o estilo de vida que mais se adequa a nós.


Consciência de que crenças e valores são realmente funcionais e significativos para nós, para que possamos finalmente ser mais livres e fiéis a nós próprios.

Seriedade na justiça assim como nos sistemas educacionais que servem este mundo, abalando com tudo o que não seja o reflexo da responsabilidade merecida.

-Responsabilidade perante a nossa verdade e aspirações, ajudando-nos a assumir o que realmente faz sentido para nós, para que nos possamos entregar com fé na sua realização.

Maturidade num aprofundamento de estudos ligados aos nossos sonhos e visões, que nos vai permitir desenvolver persistência, fé na vida e em nós próprios.

Neptuno no entanto já nos vem pedindo desde 4 de Dezembro de 2012 uma mais ampla comunhão com o todo, através de uma maior abertura do chakra do coração e do chakra da coroa ( o que faz a ligação com o todo) permitindo-nos ganhar consciência do que é realmente o amor incondicional, e a verdadeira necessidade de conexão com o divino e com o todo.

Neptuno em Peixes, está no seu signo de regência e com isto a sua intenção e poder de vibração é muito maior sobre o planeta terra.
Neptuno e Peixes são os representantes das artes, espiritualidade, religião, e consciência de que “somos todos um”. Assim sendo, vem-nos relembrar que:

A nossa origem divina é muito mais do que aquilo que a nossa mente nos diz acerca do ser humano e da nossa percepção da matéria incluindo o nosso corpo. Poderemos então começar a libertar crenças limitadoras de separação e de individualismo assentes num ego centrado, para entrar cada vez mais em comunhão com tudo.

O amor incondicional e a compaixão poderão ser vistos e sentidos cada vez mais através do poder da aceitação de tudo o que está a ser e a acontecer neste momento, incluindo nós próprios, sem julgamento através de uma maior consciência das leis universais. Isso permite-nos tomar decisões num modo mais imparcial, destacado, e criando uma nova realidade e um mundo melhor para todos.

– A energia feminina está cada vez mais a ser ancorada e pedida para ser vivida e expressa através de novos valores como a compaixão e a integração, assim como práticas de meditação, silêncio e conexão com o divino (seja ele qual for para si). Nesse sentido, o desenvolvimento de capacidades de empatia, entrega, recetividade e intuição vão passar a ser as nossas linhas de orientação.

Perdoar é livrarmo-nos de um sofrimento que não serve a ninguém tomando consciência que esta atitude é simplesmente largar a necessidade de provar alguma coisa ao outro ou a nós próprios. Essa atitude permite dissolver mágoas e ressentimentos e entrar em maior empatia com o outro ou com a situação em si, transmitindo e sendo uma nova vibração de cura através de uma perspectiva Maior e integrativa.

– Aceitar o que a vida nos traz, tomando consciência que a resistência é, em ultima análise, um julgamento e uma não-aceitação da condição de vida em que vivemos.

Com isto espera-se até 27 de Janeiro de 2026, uma maior comunhão entre todos os seres deste planeta através de uma ancoragem de consciência de que estamos todos ligados e que fazemos todos parte de um todo maior…

Bem hajam,
Filipa Andersen,
(Filipa Lakshmi Fev, 2015 )

 

2022 FilipaAndersen.com. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade | Termos e Condições